Escute o conteudo

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Alfabetizando com tecnologia



Quando pensamos na implementação da tecnologia digital nas escolas, vem em mente o uso de plataformas para o auxilio no estudo, projetos escolares que envolvam criação de equipamentos tecnológicos, mas existe outra fase da educação que também está se beneficiando da tecnologia: a fase de alfabetização. Atualmente, bebês e crianças na 1ª infância têm contato direto e constante com tecnologia digital, e muitas escolas estão precisando aprender a se adequar a esse novo contexto. Alfabetização e tecnologia estão cada vez mais ligadas no mundo atual.

Debora Garofalo, professora na escola EMEF Almirante Ary Parreiras, em São Paulo, conta em seu blog que seus alunos esperam ansiosamente pelas aulas de informática educativa que ministra. A pedagoga utiliza plataformas virtuais no aprendizado dos alunos, onde aprendem através de atividades e jogos diversos conteúdos educacionais importantes para seu desenvolvimento. Segundo ela: “Os jogos digitais têm um papel fundamental durante o processo de alfabetização. Ao mesmo em que eles conseguem desenvolver a concentração, o raciocínio lógico e a colaboração entre as crianças, incentivam a leitura e a escrita. Os jogos digitais têm um papel fundamental durante o processo de alfabetização. Ao mesmo em que eles conseguem desenvolver a concentração, o raciocínio lógico e a colaboração entre as crianças, incentivam a leitura e a escrita”. E são inúmeros os métodos que integram tecnologia na educação dessas crianças.

Um dos jogos usados pela professora, “Brincando com Ariê” aborda diversas habilidades, desde matemáticas até as textuais, trabalhando com associação de palavras e objetos. Também exploram a coordenação motora e pensamento lógico dos alunos, importantes nessa fase da formação humana. Utilizar plataformas como essas para o apoio na alfabetização é essencial para o desenvolvimento completo dos estudantes, pois não é mais possível ignorar a influência da tecnologia digital e, ao mesmo tempo, um aprendizado que tem como fonte única esse universo não consegue suprir sozinho todas as demandas da alfabetização. Crianças que estão constantemente em contato com aparelhos celulares e tablets aprendem letras e algumas palavras muito cedo, mas muitas vezes não desenvolvem a técnica da grafia correta, por exemplo. Por isso é importante esse elo, principalmente nessa idade de primeiros contatos com a tecnologia.

É necessário que as escolas explorem o universo digital também nessa fase da educação, afinal, as crianças estarão expostas à tecnologia independente da vontade da escola ou do profissional. Apesar de a realidade atual envolver principalmente a tecnologia, internet e textos digitais, é preciso que as instituições educacionais saibam se preparar e preparar seus professores para utilizar as ferramentas disponíveis da melhor forma possível, garantindo sempre o progresso educacional. Assim, unir a tão presente tecnologia no mundo moderno no crescimento dos jovens da melhor forma possível é o melhor caminho para a construção dos nossos futuros profissionais.

Fontes: g1.globo.com; novaescola.org.br; noticias.r7.com; folha.uol.com.br
Imagem de Daniela Dimitrova por Pixabay

Colunista da Aplitech Foundation
Bruna Marcondes
Formada em Ciências Sociais pela UFSCar, abrindo seu próprio espaço no jornalismo. Encantada pelo movimento constante da vida e pelo poder da informação.

Aplitech ADM

Autor

Fique de olho nas novidades.

0 comentários:

Postar um comentário