Preparando os programadores do futuro. Cursos Gratuitos.

Preparando os programadores do futuro. Cursos Gratuitos.

Aprenda em qualquer lugar, Conhecimento para todos.

Aprenda em qualquer lugar, Conhecimento para todos.

Tenha conhecimento para o mercado de trabalho, cursos gratuitos com certificado.

Tenha conhecimento para o mercado de trabalho, cursos gratuitos com certificado.

Ultimos Posts

Escute o conteudo

segunda-feira, 15 de julho de 2019

A EDUCAÇÃO VEM DE CASA

Aplitech ADM

Nesses últimos anos, as escolas têm passado para os pais, a importância de educar seus filhos em casa. Mesmo que o filho passe grande parte da sua vida estudando, os professores vêm orientando os pais a educar as crianças. Parece algo simples, mas nos últimos anos, o número de reclamações dos pais sobre o mau comportamento dos seus filhos vem crescendo, alguns dizem que o filho não se comportava de determinada forma antes de entrar na escola.
Vale lembrar que as escolas têm um papel importante na vida das crianças, mas sabemos que o primeiro contato que a criança tem são com os pais. Por isso, eles devem ter a responsabilidade de educar os filhos, e estar atentos em suas atitudes, pois as crianças imitam as atitudes de seus pais.  
Embora as pesquisas mostrem o número de reclamações feitas pelos os pais, as crianças que sofrerão futuramente. Então, os pais devem ter em mente que seu papel é educar e o do professor é ensinar. Também deve prestar atenção no desenvolvimento das crianças, e junto com a escola, procurar o melhor método de educação para as crianças, pois sabemos que jogar a culpa de “um lado para o outro”, não mudará nada.
As escolas têm criado grandes projetos para melhorar a educação das pessoas, então cabe aos pais, entrarem em contato com os professores e diretores para ter informações sobre esses projetos, e investir na educação dos filhos.
Portanto, essa famosa frase: “ A educação vem de casa” está correta. Então, você que é pai ou quer ser um dia, fique atento, ´para que sua criança cresça educada, e futuramente, se torne um adulto relevante na sociedade.  

Colunista da Aplitech
Emerson Alves 
Estudante de jornalismo, apaixonado por música e escrita. Acredita que o ato mais revolucionário que existe é o amor. 

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Educação e o mercado de trabalho

Aplitech ADM


A educação e o mercado de trabalho, sempre andaram lado-a-lado. E antes da crise econômica no Brasil, as empresas públicas e privadas, passaram a exigir de seus candidatos, além do ensino de base (fundamental, médio) e o superior. Mesmo com tantas exigências, devido a escassez de tempo e falta de recursos, ainda há pessoas apenas com o ensino fundamental ou médio.

Visando atender, tanto as exigências do mercado de trabalho, a falta de horário (de algumas pessoas) e também a parte econômica, criaram-se os cursos Eads, que de início eram através de correspondências (material impresso), slides, televisivas e em alguns casos radiofônicas. Com o avanço da internet, esses cursos também se tornaram online. Além dos Eads, foram criados os cursos superiores de curta duração (de dois a três anos), os chamados tecnólogos. Os cursos superiores - de curta duração, no Brasil, passaram a ter mais espaço no final dos anos 90. Mesmo com o reconhecimento do MEC, alguns órgãos públicos, não aceitam candidatos com essa formação.

Infelizmente, muitas pessoas acreditam que pelo fato de ter uma formação superior, já o trará o aumento de salário. Porém hoje é necessário ir além. A partir do momento, que o candidato ingressar em um ensino superior e optar por um curso, seja ele, técnologo ou tradicional (longa duração). É muito importante, saber, que na faculdade ensinará apenas a base daquela profissão escolhida. E por isso é muito importante, que aquele aluno, procure os cursos livres e também escolas de idiomas. Já que são eles que além da pós-graduação, dará, aquele futuro profissional, o diferencial que o mercado de trabalho busca. Além do mais, é também de grande importância cada profissional atualizar seus conhecimentos.

 Devido aos avanços tecnológicos. Por exemplo, quando eu ainda era universitária, passei por algumas transferências de instituições, porém nunca mudei meu curso (jornalismo), lembro que em uma dessas faculdades, aprendi a “montar” uma revista com o Page Maker, sai daquela universidade e me transferi novamente, dessa vez, para a escola universitária que me formei. Depois que colei grau, aquele sistema que eu tinha aprendido antes, já nem mais era usado, e foi substituído pelo Corel Draw. Alguns cursos livres, tanto sistêmicos quanto de idiomas, você encontra aqui no nosso site da Aplitech Foundation e são todos gratuitos. Fiquem a vontade em acessá-los.




Geane Neves
Pós- graduanda em Comunicação em Redes Sociais, Universidade Anhembi Morumbi (UAM). MBA em Jornalismo Empresarial e Assessoria de Imprensa, Universidade Estácio de Sá (UNESA). Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo. Paulista, apaixonada por informação e também colunista/ jornalista da Aplitech Foundation.

quinta-feira, 4 de julho de 2019

Tecnologia e Educação – Uma Nova Metodologia de Ensino

Aplitech ADM


A Tecnologia é um recurso que está em constante evolução, a toda hora, minuto e até
segundo algo novo e inovador surge no mercado a fim de auxiliar com desempenho e otimização
nas mais diversas atividades de nosso dia dia, como: tarefas domésticas, rotinas administrativas,
formas de comunicação, entretenimento, processos empresariais, como também tornar o processo
de aprendizagem muito mais didatico e eficiente.

Com o grande avanço da tecnologia da informação, foram desenvolvidas diversas
ferramentas, dispositivos e aplicações que podem ser utilizadas em salas de aula, tanto por
professores quanto alunos, a fim de tornar o processo de aprendizagem muito mais simplificado,
dinâmico e interativo.

Este avanço também possibilitou um melhor compartilhamento do conhecimento e da
Informação através de plataformas de video como o Youtube, Cursos gratuitos e pagos espalhados
pela Web além de Workshops e Treinamentos nas mais diferentes áreas que podem ser acessados
através de um simples clique via Smartphones, Notebooks, Tablets, etc..

Tudo isso consequentemente fez com que estudantes tivessem acesso a uma fonte infinita de
conhecimento, onde se poderia reforçar o que aprenderam em sala de aula e inclusive aprender
coisas novas todos os dias

A Integração da Tecnologia no meio educacional deve ser vista como uma forma de criar
uma nova metodologia de ensino totalmente inovadora utilizando dos recursos tecnológicos criando
por assim novas formas de ensinar e aprender totalmente interativas e dinâmicas, Alguns exemplos
do uso de tecnologia no ambiente educacional são: uso de projetores em salas de aula, uso de
aplicações interativas para a realização de Quizzes com os alunos (Kahoot e Plickers), Plataformas
virtuais de debate entre alunos e professores (Recap), uso de aplicações interativas como o Semper
onde toda vez que o aluno queira desbloquear o seu celular ele terá que responder a uma questão
didática corretamente, Tablets e Notebooks em salas de aula para a realização de pesquisas e
anotações de forma mais rápida, pontos de rede Wireless espalhados pelas escolas e universidades
provendo um acesso mais fácil a informação e conhecimento para estudantes, ambientes virtuais de
aprendizagem para o compartilhamento de notas, conteúdos digitais extras para complementar os
estudos, como: Livros em ebook, PDF, Artigos, Sites, etc...

Misturando as matérias que os professores querem passar com tecnologia, por exemplo em
uma aula de biologia é muito mais fácil aprender sobre células jogando algum jogo ou aplicação
interativa do que o método antigo.

Hoje em dia com a Tecnologia integrada firmemente em nosso cotidiano, abre-se um leque
de oportunidades e de coisas que podemos realizar e aprender, com a ferramenta chamada Internet
podemos navegar por todo o ambiente virtual e aprender os mais variados assuntos, se especializar
nas mais diferentes áreas de conhecimento, navegar e maravilhar-se com todo o conhecimento
adquirido em cursos, workshops e tutoriais disponíveis, aprender desde os mais complexos Idiomas
ou até aquele conteúdo que você não compreendeu muito bem em sala de aula.

A Tecnologia e a Educação seguem trilhando um caminho a um futuro incrível, juntas elas
andam de mãos dadas rumo a uma nova era, onde aprender será tão maravilhosamente interativo e
dinâmico quanto é hoje, nós ainda não sabemos oque o futuro nos reserva, com o grande avanço da
TI quais serão os métodos de aprendizagem em 10, 20 ou 100 anos, bem, por enquanto só podemos
utilizar a imaginação, não é mesmo?

Robôs ensinado em salas de aula? Ou até mais além, como: a migração total das escolas e
universidades para o ambiente virtual? Ou indo mais longe ainda, com: uma revolução no conceito
de aprender onde teremos a implantação de chips neurais com todo o conhecimento específico
embutido.Bem, que deixemos a nossa imaginação e criatividade flutuar enquanto esperamos e nos
preparamos para este tão aguardado futuro.



Gabriel Rodrigues dos Reis – Graduando em Gestão da Tecnologia da Informação, Apaixonado pela Escrita, Tecnologia, Design e Harry Potter, Colunista do Aplitech Foundation, Redator da Ong Estrela Milinha, Desenvolvedor Web e Designer Gráfico

domingo, 30 de junho de 2019

Educação: a ferramenta de transformação.

Aplitech ADM


Uma frase recorrente esse ano dita por uma deputada é que "a escola pública mata sonhos no Brasil". É difícil encarar essa frase e assumir a realidade do país, mas realmente, quais as chances dos alunos de ensino público no Brasil?

Até o conceito de público e privado são distorcidos.
Há uma dificuldade em entender o que significa ser público no Brasil, pois de um lado escolas fundamentais altamente precárias e por outro, universidades de primeira linha. E o problema só se agrava quando paramos para analisar os jovens que frequentam tais ambientes: há uma dificuldade estrutural em concluir o ensino básico nas escolas e seguir para a universidade. Não só pela falta de recursos do primeiro ensino como também dos vestibulares altamente elitizados das nossas universidades.

Dito isso, eu entendo que a educação reflete problemas sociais, econômicos e políticos brasileiros. E mais: acredito que a educação seja um dos únicos meios de reverter esses padrões desiguais que se perpetuam pelo país desde que os portugueses pisaram por aqui.

Nós nos acolhemos em iniciativas que visam inserir e ajudar nessa transformação. E é muito importante que a sociedade civil se sinta parte daquilo que é público, daquilo que a pertence. Educação é um direito básico, e se apropriar disso é no mínimo revolucionário quando falamos de Brasil.

Não só jovens, como adultos, e todos aqueles que foram excluídos desse processo de acolhimento educacional têm o direito de usufruir de todos os recursos que podemos fornecer para essa mudança. É o meio de incluí-los e quem sabe não só refazer mas construir do zero os sonhos que se perderam.

Educação é a chance, o risco, a certeza e o caminho. Espero que possamos entender cada vez mais a importância dela e valorizarmos o máximo a inserção educacional em todos os ambientes que pudermos.


Colunista da Aplitech Foundation
"Tainá Assumpção, formada em ciências sociais, com três irmãos, acredita na comunicação e educação como revolução. Nas horas vagas tenta conciliar cultura e lazer para não perder o sono pensando em como melhorar o mundo."

domingo, 9 de junho de 2019

Fazendo a diferença #1 - Alfabetização 360°

Aplitech ADM


Fazendo a diferença #1

Aqui na Aplitech Foundation apresentaremos uma série de posts com o tema “Fazendo a Diferença”, está série de posts trará diversas pessoas que estão fazendo a diferença por agregar soluções e ações que contribuam para uma sociedade mais igualitária.

Alfabetização 360° - O evento alfabetização 360° na perspectiva da educação integral.

Este evento trará evidências das causas do analfabetismo e propõe um amplo debate, propostas e soluções, politicas publicas para as crianças e jovens do nosso país.


Pontos altos como:
*Inserção Social e equidade ao longo da vida

*Propostas de alfabetização, colocando a formação de crianças e jovens, para serem protagonistas do século 21, com a perspectiva da educação integral.

*Identificando o potencial de desenvolvimento de cada um destes alunos e contribuindo para a alfabetização destes, agora e na vida adulta.


























Assista ao vivo nesta página, via streaming. Não perca! Data: Segunda-feira, 10 de Junho de 2019, a partir das 08h30




Colunista Aplitech Foundation
Debora Vieira, Jornalista, Técnica em Gestão em Saúde, Consultora de Direitos Sociais e Humanas, gosto muito de fazer trabalhos sociais e acredito que a solidariedade, o amor e a empatia são elementos fundamentais que tornam o “Ser Humano” grande para todas as coisas.

sexta-feira, 7 de junho de 2019

38 milhões de brasileiros são analfabetos funcionais e nós podemos tentar mudar isso

Aplitech ADM

Não compreender e interpretar um texto nem realizar operações matemáticas, embora reconheça letras e números é a realidade de 38 milhões de brasileiros entre 15 e 64 anos – ou seja 29% da população –, os chamados analfabetos funcionais.

Os dados do Indicador do Alfabetismo Funcional (Inaf) 2018, estudo realizado pelo Ibope Inteligência e desenvolvido pela ONG Ação Educativa e pelo Instituto Paulo Montenegro, também indicam o crescimento dos números de pessoas que chegaram ao ensino médio, 40%, e ensino superior, 17%. Apesar disso, o analfabetismo funcional ainda atinge 12% dos jovens de 15 a 24 anos. Embora este resultado seja menor em relação aos anos anteriores, ainda é bastante expressivo e muito pode ser feito para que haja uma diminuição significativa nos próximos anos.

Muitas razões poderiam ser apontadas para justificar estes dados, entre eles a falta de políticas públicas mais eficientes voltada à educação e a baixa adesão de estados e municípios nos programas de alfabetização. Pensando nisso, o Instituto Ayrton Sena realiza o evento “Alfabetização 360º na perspectiva da educação integral” no dia 10 de junho. Por meio de palestras e mesa-redonda com autoridades em educação como Carlos Nadalim, secretário de Alfabetização do MEC, e Priscila Cruz, presidente- executiva do Todos Pela Educação, entre outros convidados, propõe um amplo debate sobre possíveis caminhos e políticas sociais para que crianças e jovens do Brasil tenham a oportunidade de desenvolver todo o seu potencial e, assim, transformar suas vidas e a realidade brasileira.

O encontro, conta com a parceria da Aplitech Foudation, é gratuito e acontece na Casa Natura Musical em Pinheiros, São Paulo, às 08h30. As vagas são limitadas, por isso garanta já a sua e vamos pensar juntos maneiras de diminuir o analfabetismo funcional.



Colunista da Aplitech Foundation
Amanda Amorim é mineira, jornalista e aluna de pós-graduação. É apaixonada por contar histórias reais de maneira empática, sensível e humana. É dona do blog quintadascronicas.wordpress.com

sexta-feira, 31 de maio de 2019

4 razões para usar a tecnologia a favor da educação

Aplitech ADM


Em uma realidade hiperconectada na qual a profissão do futuro mais desejada por crianças e adolescentes é ser youtuber, não dá mais para lutar contra a força dos meios digitais. O jeito é aprender a navegar este barco da melhor forma possível. Utilizar a tecnologia incorporada a educação pode trazer muitos benefícios, além de aprimorar a qualidade do ensino e a integração entre professores e alunos. Abaixo, listamos 4 razões do porquê usar a tecnologia a favor da educação.


  • Praticidade, dinamismo e conteúdo multimídia na aprendizagem

Atrair a atenção dos alunos em sala de aula está cada vez mais difícil. Os professores competem com o celular e também com a falta de interesse. Por isso, expor o conteúdo usando e abusando de recursos tecnológicos como áudio, vídeo e apresentações visuais podem ser muito úteis na hora do aprendizado e do desenvolvimento educacional. Além de ser prática e dinâmica, a informação torna-se mais disponível e atraente.


  • Tecnologia facilita a acessibilidade na educação 

Segundo dados do IBGE, cerca de 45, 6 milhões de pessoas possuem algum tipo de deficiência. Assim, a tecnologia pode ser utilizada como uma ferramenta de inclusão. Recursos como audiodescrição, aplicativos que transformam texto e voz em libras, entre outros exemplos, podem ser utilizados em sala de aula para garantir o acesso mais justo e igualitário a educação.


  • Professores atualizados e bem informados

O uso da tecnologia em ambientes educacionais também auxilia na atualização profissional de professores. As inovações tecnológicas acontecessem a todo momento e acompanhar esta evolução é um ótimo jeito de se manter bem informado sobre as novas formas e tendências dos recursos e ferramentas digitais. Assim, ganha-se mais flexibilidade e capacidade de adaptação a rápidas mudanças.


  • Programação a favor da educação

Aprender a programar, além de ser uma oportunidade de se inserir no mercado de trabalho no futuro, também pode ser uma maneira de implementar as outras dicas já mencionadas em seu ambiente de estudo. Este aprendizado pode ser feito sem mensalidades ou taxas, já que muitas instituições, como a Aplitech Foundation, disponibilizam cursos gratuitos de programação de sites (HTML5) em que o aluno aprende de forma didática e rápida.

Viu só? A tecnologia aliada a educação pode ser muito útil, é só descobrir maneiras de utilizá-la a fim de trazer os melhores benefícios para o seu aprendizado.



Colunista da Aplitech Foundation
Amanda Amorim é mineira, jornalista e aluna de pós-graduação. É apaixonada por contar histórias reais de maneira empática, sensível e humana. É dona do blog quintadascronicas.wordpress.com

Aprenda

  • HTML5Disponivel
  • CSS3Em Breve
  • JavaEm Breve
  • JavaScriptEm Breve
  • League of Legends - Pro TaticsEm Breve
  • Xadrez BásicoEm Breve
  • Inglês Básico - Nivel 1Em Breve
  • Espanhol Básico - Nivel 1Em Breve